Governo de SP criará usina para produzir oxigênio em Ribeirão

Por Lívia Tomazelli e Mariana Maritan, Do Informe Franca

22/03/2021 | 14h55

A cidade de Ribeirão Preto, no interior de SP, terá uma usina dentro e 10 dias para produzir oxigênio.
A afirmação foi feita nesta segunda, 22, durante coletiva do governo estadual de São Paulo, para o enfrentamento a Covid-19.
Com alertas críticos de cilindros de oxigênio nos estados, o governador João Doria, mobilizou a frente privada para que juntos chegassem a resolução do impasse.

O governador informou, que a Ambev e outras marcas, se comprometeram em fazer a produção do item, e doar 125 cilindros por dia de oxigênio a rede estadual e municipal de saúde.
Hospitais privados também receberão parte da carga que será distribuída através de caminhões da Copagás.
O oxigênio se tornou mais uma crise de saúde no Brasil desde janeiro, quando faltou em Manaus e em outras cidades pelo país.
No estado de SP, o governo alega que não há risco de desabastecimento mas as medidas adotadas são para reforçar o estoque.

Em pelo menos 54 cidades, os níveis de oxigenação estão críticas porque nunca antes tantas pessoas ao mesmo tempo precisaram do item para respirar.
A iniciativa privada tem sido importante parceira do governo paulista nessa luta diária contra o Coronavírus, fez questão de destacar o governador.

O vice-governador do estado Rodrigo Garcia, ainda destacou que o governo federal descumpriu uma ordem do STF.
E não tem enviado repasses para cobrir leitos de UTI como havia sido determinado.
Com o Orçamento no limite, o estado paulista tem custeado todos os tratamentos praticamente sozinho.