Brasil tem mais de 2,6 mil mortes e bate 90 mil casos em um dia de Coronavírus

Por Nathália Mello e Lívia Tomazelli, Do Informe Franca

17/03/2021 | 20h55

O Brasil registrou nesta quarta-feira, 17, mais um recorde desta vez em número de casos da pandemia.
Hoje foram mais de 90 mil confirmações no dia com mais registros da doença desde que os casos começaram a ser divulgados.
O levantamento é das Secretarias de Saúde estaduais, e publicado pelo Ministério da Saúde.

Os dados ainda mostram que mais de 2600 pessoas perderam as suas vidas hoje.
O total de mortes no Brasil é de 284775 óbitos registrados.
Com a nova alta do dia, o país ainda contabiliza 11693838 pessoas que contraíram a doença.

O grande problema continua sendo, o colapso do sistema de saúde.
16 estados pelo menos tem UTIs, com mais de 95% de lotação.
E apenas 2, tem índices menores que 80%.
Hoje, o Ministro da Saúde que assumirá nos próximos dias, Marcelo Queiroga, disse que a medida de isolamento e distanciamento é necessária para conter o avanço da Covid-19 no Brasil.
Mas que este ainda não é o momento de se fazer um Lockdown.
Para ele é possível conter essa contaminação em massa, com distanciamento e vacinas.

Até agora porém, a vacinação segue a passos de tartaruga no Brasil.
Inúmeras doses já foram compradas, mas a verdade é que, apenas duas marcas estão sendo aplicadas e em números insuficientes no país.
A que mais vem sendo usada é a Coronavac, trazida da China e produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo.
Já foram distribuídas, 22,6 milhões de doses, que permitem a vacinação de 11,3 milhões de pessoas.
Isso porque, o uso dessa imunizante só é eficaz com duas aplicações da vacina.