Pandemia – Brasil atinge novo recorde com 2842 mortes em 24h, casos ultrapassam os 11,5 milhões

Por Guilherme Kalel, Vanessa Rezende e Alana Cury, Do Informe Franca

16/03/2021 | 18h40

Atualizado | 22h15

O Brasil atinge nesta terça-feira, 16, uma nova marca recorde na pandemia de Covid-19.
Morreram nas últimas 24h, 2842 pessoas com Coronavírus em quase todos os estados do país.
A informação foi atualizada pelas Secretarias de Saúde estaduais, a Reportagem do Informe Franca.
Consta também, na base de dados do Ministério da Saúde.

Com esses novos números, o Brasil passou a ter 281626 pessoas que perderam suas vidas, em decorrência da doença.
São Paulo tem a maior taxa de contaminação e mortes do país, seguida por Minas Gerais e Bahia.
Os casos também bateram recordes e ultrapassaram a barreira de 11,5 milhões.

Também em São Paulo nesta terça-feira, uma coisa nunca antes ocorrida aconteceu.
Hospitais da rede particular de saúde contataram a Prefeitura, para solicitar leitos da rede pública.
Os hospitais e convênios, não conseguem mais atender a demanda de paciente que estão recebendo e pedem ajuda a iniciativa pública.
Pelo menos 15 hospitais particulares estão superlotados, e com pacientes a espera de leitos por mais de 2 dias.
Esses pacientes são mantidos em ala emergencial as precisam de enfermarias e UTI, e não conseguiram em outros hospitais da rede privada.
Esse fato por si só, demonstra o quão crítica está a situação no Brasil, ignorada pelo governo federal.

O Presidente Jair Bolsonaro escolheu, o médico Marcelo Queiroga como novo Ministro da Saúde.
Hoje ele anunciou que deve fazer uma transição de até 10 dias com o atual Ministro, Eduardo Pazuello.
Queiroga afastou nesse momento qualquer possibilidade de Lockdown.
Ele disse que, assume o Ministério para tentar frear o avanço da pandemia.
Mas que as políticas de combate são definidas pelo Presidente.

Bolsonaro é contrário ao uso de máscaras, de distanciamento e de Lockdown.
É contrário também a vacinas e defende os tratamentos precoces com medicação ineficaz para o vírus.