Por agravamento da pandemia, Doria decretará fase roxa em SP

Por Guilherme Kalel e Nathália Mello, Do Informe Franca

10/03/2021 | 5h55

Em meio ao crescimento de casos, mortes e internações, São Paulo deve adotar as medidas mais restritivas desde que a quarentena começou em março do ano passado.
O governador do estado João Doria, deverá determinar a fase roxa no estado.
Embora houvesse resistência para o Lockdown total, a verdade é que agora a avaliação é que não pode mais se esperar.
Faltam leitos e pessoas já morrem por conta disso,
cenas piores podem ser vistas nas próximas semanas se medidas mais enérgicas não forem adotadas agora.
Doria tem participado de reuniões, onde setores do governo tem discutido a implantação dessa fase mais restrita.

Na quarentena roxa, São Paulo terá funcionamento reduzido de supermercados e locais até então essenciais.
O comércio, bares e restaurantes seguirão proibidos.
Pessoas terão a circulação limitada nas ruas e só poderão sair se essencial.
Quem for flagrado fora dessa regra terá que responder a processo, será multado, e se insistir poderá ser detido.
Outra questão é que, tudo terá seu respectivo horário para abrir e para fechar.
Com a fase roxa não haverá outra alternativa, que não a suspensão do regresso presencial das aulas.
Embora o Secretário da Educação seja contra a medida, a avaliação é que muitos casos já pipocam em escolas no estado,
a situação pode ficar fora de controle e a irresponsabilidade do governo custar caro demais depois.

A capital paulista, a região metropolitana e o interior, é onde se concentram os casos e as maiores taxas de morte.
É também no interior, onde boa parte dos prefeitos estão desacatando as ordens do governador.
Nas cidades como Franca, onde a Prefeitura ignora os decretos e segue com a cidade aberta com regras de flexibilização sem a rigidez necessária.
O governo já notificou o Ministério Público para que medidas sejam adotadas, contra quem desrespeitar as regras.
Incluindo prefeitos e vereadores de municípios paulistas.
Na fase roxa, a avaliação será que o tempo de conversar acabou.
Se todo o estado entrar nela, então Doria deve garantir que ninguém desrespeite.

O governador deve anunciar as novas medidas de contenção a Covid-19, nesta quarta-feira, 10.
Elas devem ocorrer uma semana antes do previsto pois estava agendada a próxima reclassificação em 19 de março.
Mas os números semana a semana que tem piorado em SP, fazem o governo ser obrigado a agir agora.