Economia – Senado aprova aumento de margem do limite do Consignado para 40% na pandemia

Por Carolina Winter, Do Informe Franca

De Brasília – 10/03/2021 | 18h02

O Senado Federal aprovou, na tarde desta quarta-feira, 10,
o aumento de limite do empréstimo consignado de aposentados e pensionistas do INSS, servidores públicos de todas as esferas e militares.
O projeto de lei, chegou ao Congresso nacional através de uma Medida Provisória da Presidência, editada em outubro de 2020.
Na medida o limite de consignação foi elevado de 35, para 40%.
Sendo que, 35% seria destinado a empréstimo e 5% para o cartão de crédito consignado.

A medida valeu até 31 de dezembro do ano passado, mas em razão da continuidade da pandemia houve a necessidade de prorroga-la.
Na segunda-feira, 8, os deputados a aprovaram na Câmara e ela foi enviada ao Senado Federal.
Os senadores precisavam avaliar e decidir o rumo da proposta rapidamente porque a medida perderia a validade nesta quinta, 11 de março.

Com a aprovação dos senadores ao texto agora aguarda apenas a sanção presidencial.
Quando isso acontecer, a MP vai se transformar em lei, com validade até o final de 2021.
Aposentados, pensionistas e outros públicos alvo da medida poderão contrair empréstimos, com o comprometimento da margem não mais de 35, mas de 40% do valor integral de seu benefício ou salário.
A medida é vista como estímulo na economia, e ajuda especialmente aposentados e pensionistas em tempo de perca de renda por conta da crise gerada pela Covid-19.

A medida é a primeira, que vai causar corrida de pessoas a fazer consignações em um ano em que, o limite do consignado foi responsável por desabar o limite de crédito concedido no começo do ano.
Quem tinha feito o aumento de margem em outubro do ano passado, ficou sem margem agora com o novo reajuste salarial.
Com a nova lei aprovada essas pessoas passam a ter margem disponível de novo.