Pandemia – Araraquara prorroga Lockdown por mais 72h para frear contágio da Covid-19

Por Guilherme Kalel e Nathália Mello, Do Informe Franca

24/02/2021 | 9h18

A cidade de Araraquara, no interior de SP, prorrogou nesta noite de terça-feira, 23, o decreto de Lockdown em vigor desde domingo, 21.
O decreto Municipal seria de 60h, tendo sido iniciado as 12h do domingo e ficando em vigor, até as 0h desta quarta-feira.
Contudo, a cidade ainda vive uma situação caótica.
Com 190 novos casos nesta terça-feira, 6 novas mortes por Coronavírus e 100% de seus leitos lotados, o Município prorrogou o confinamento obrigatório.

Por 72h, ninguém deve sair de suas casas a menos que seja por questões médicas.
Apenas farmácias e postos de saúde, além de hospitais, estão aptos a funcionar neste período.
As unidades básicas que fechavam as 18h, tiveram o funcionamento estendido até as 20h, para triagem de pacientes.

A situação alarmante do Município, fez a Secretaria Municipal de Saúde pedir ajuda ao Exército.
Tropas estão na cidade e ficarão até o domingo, 28 de fevereiro.
Eles vieram para auxiliar na higienização de locais públicos e para orientar moradores.

De domingo a terça-feira, no primeiro decreto de Lockdown, 91 pessoas foram autuadas por violarem as regras e saírem de suas casas sem necessidade.
Quem for flagrado nessa situação pela fiscalização, feita pela Polícia e por agentes da Prefeitura, pode ser multado e em casos extremos até preso.

Em Campinas, também no interior de SP, a cidade adotou medidas mais restritivas a quarentena desde esta terça-feira, 23.
Lá, ninguém pode sair de suas casas das 21h as 5 da manhã.
Estão proibidos eventos, aglomeração de pessoas e venda de bebida alcoólica após as 21h.
A cidade está também experimentando uma alta taxa de contágio pela Covid-19.

Hoje, o governo de SP deve anunciar uma nova medida de contenção contra a Covid-19.
Pelo que apurou o Informe Franca, o governador João Doria deve decretar um toque de recolher noturno em todo o estado.
Outras medidas também estão sendo estudadas, para conter o avanço da pandemia.