Ontech – Evento de tecnologia mostra produtos da Onor, Lunasoft e Orcon

Por Nathália Mello e Tayla Vieira, Do Informe Franca

15/02/2021 | 10h40

Atualizado | 18h28

Aconteceu nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, o Ontech, evento de tecnologia das marcas Onor Empire, Orcon e Lunasoft.
As 3 empresas fizeram uma parceria para que na data, fizessem as apresentações de suas plataformas, produtos e serviços, juntas.

Pela manhã, a Onor Empire foi a 1ª marca do Ontech a se apresentar.
E fez a apresentação de diversos produtos e serviços da Aykon, seu braço de tecnologia.
O 1º produto a ser apresentado foi seu Notebook, chamado de Onorbook Essential.
Processador Core-I3 9ª, 8 GB de RAN, Disco SSD de 1 TB.
Tela de 15.6 LCD 4K.
Sistema operacional Onor OS Nel – A revolução ao seu alcance.
Bateria de até 8h de autonomia, recarga rápida em 90 minutos.
Sua segurança em primeiro lugar, com reconhecimento facial, Scanner dos olhos e leitor de impressões digitais.
Compatível com Wi-fi, Bluetooth, e as tecnologias 3, 4 e 5G, com entrada para chips de internet.
Câmera frontal de 8 MP.
4 entradas USB 3.0 e entrada para cartão de memória.
Tudo o que você precisa no seu dia, quer seja para o trabalho, um estudo ou o uso doméstico.
Disponível na cor azul Royal.
Acabamento em metal com vidro espelhado na tampa.
Acompanha mochila de transporte, fone Headset, leitor / gravador de CD e DVD USB externo.

Avista – R$ 4500,00
Pode ser dividido em até 10 vezes nos cartões de créditos, ou em 36 parcelas pelo programa Onorcredi, que será ainda lançado hoje.

O 2º produto a ser apresentado, foi o Smartphone Kintien GS.
Processador Octa-core Snapdragon 865 Plus.
Tela de 6,7 polegadas 4K.
8 GB de memória RAN, 250 GB de memória interna.
Disponibiliza 500 GB de espaço em nuvem, não sendo compatível com cartões de memória.
Reconhecimento facial, leitor de impressões digitais.
Câmera traseira de 64 MP, com lente de profundidade e teleobjetiva retrátil.
Câmera frontal de 48 MP retrátil.
Ambas com Flash.
Bateria de 4000 MA, recarga rápida em até 60 minutos.
Sistema operacional Onor OS Nel – A revolução ao seu alcance.
Compatível com as tecnologias 4 e 5G.
Resistente a água e poeira.
Acabamento em vidro espelhado, disponível nas cores branco e azul Royal.

Acompanha caixa acrílica com carregador, cabo OTG, fone de ouvido tradicional e fone Bluetooth.

O preço do Smartphone no mercado brasileiro será de R$ 4200,00 avista.
Ele pode também ser parcelado em até 10 vezes nos cartões de créditos, ou em 36 vezes no sistema Onorcredi.
Em ambas as parcelas há um acréscimo de juros.

Nos 2 itens lançados há grandes destaques a se fazer, conforme mostrou as demonstrações de Isabelle Oliveira, desenvolvedora da Onor e diretora da Aykon.
No caso dos Onorbooks, o destaque é a sua agilidade em diversas tarefas, suas 8h de durabilidade da bateria, o recarregamento rápido, e a sua finura e leveza.
O aparelho pesa 900G, provavelmente um dos notebooks mais leves da categoria.
Os itens que acompanham o produto, são um caso aparte.
Todo mundo quer um notebook que já venha com uma boa mochila, como a demonstrada.
E quer também, outros acessórios.

No caso do celular Kintien GS,
o destaque além de suas câmeras é para a sua memória de 256 GB.
Muito espaço.
O telefone marca uma nova era na Onor, que irá produzir Smartphones e Tablets sem a entrada para cartão de memória a partir desta versão.
O cartão, que facilmente dá defeito, será substituído por espaço em nuvem da própria Onor.
O espaço da empresa é de 100 GB para cada pessoa que compre um dispositivo e tenha uma conta criada.
Mas, com o GS esse espaço será ampliado.
O usuário terá em seu dispositivo espaço de 500 GB, mais os 100 por padrão.
Totalizando 600 GB de espaço, e de graça, sem qualquer custo amais por isso, para armazenar qualquer tipo de dados.
Por enquanto só quem compra esse modelo, terá esse espaço todo.
Novos modelos que virão sem o cartão de memória, também irão apresentar espaços em nuvem, revelou Isabelle.

Após as apresentações dos 2 gadgets de tecnologia, a Onor deu continuidade a sua apresentação, agora detalhando a atualização do Onor OS Nel.
A nova versão de seu sistema operacional, será liberada na tarde desta segunda-feira, para Download e atualização de seus usuários.
Só podem acessar o novo Onor OS, quem tem um dispositivo da Onor, seja Onorbook, Onorpad ou Smartphone Kintien.
O Onor OS Nel, é desenvolvido a partir do sistema Linux, e emprega uma série de mudanças e melhorias.
O sistema pode ser usado em computadores, ou ainda em celulares e tablets.
O sonho de uma companhia em que um único ecossistema seja usado para todos os seus dispositivos, uma realidade confirmada.
Reúne o Onor OS Nel, tecnologia de primeira, segurança da mais alta confiabilidade, e leveza.
A acessibilidade do sistema também é presente, e sempre colocada em evidência por parte dos seus desenvolvedores.
Isabelle Oliveira, chefe da Aykon, é deficiente visual.
Está no comando da empresa desde 2019, e participou da formação do primeiro Onor OS, lançado em março de 2020,
e de sua atualização para o Onor OS Nel, agora.
Os dispositivos apresentados hoje, já vem de fábrica com o novo sistema.
Enquanto outros já lançados, serão atualizados.
Hoje, o sistema será liberado para tablets e smartphones.
No dia 18, os Onorbooks recebem a atualização, a partir das 7 da manhã.

O sistema operacional é completo.
Possue uma biblioteca de aplicativos que o usuário pode baixar.
99% deles de graça, apenas 1% de APPs são comprados.
Isso porque, a Onor geralmente paga pelas licenças do aplicativo comercializado em sua loja, para o desenvolvedor não ficar no prejuízo.
Entrar na loja porém, não é tão fácil.
O APP precisa provar que é acessível em primeiro lugar, tem que ser de uma empresa idônea, e tudo é consultado por uma equipe jurídica capacitada.

O sistema possue, tudo o que encontramos num Android, com algumas coisas e recursos extras.
Por exemplo o navegador I-nove.
Que recebe um sistema de proteção adicional e que impede o usuário entrar num site malicioso, infectado por vírus.
Que impede também, a abertura de vídeos de canais no Youtube, que tenham qualquer indício de infecção viral, ou de programa espião para roubar dados.
O Onor OS, ainda tem um sistema de antivírus próprio, atualizado a cada 24h, com as últimas definições em programas anti-invasões ou ataques Hackers.
Tanto é verdade que, até o momento não existem nem um relato de atentados bem sucedidos em sistemas da marca.
A Executiva da Onor, Annabelle Rech, disse que ninguém está livre de ser atacado digitalmente.
Mas ela reconhece que a Onor, se um dia acontecer, estará pronta a lhe dar com isso e responder aos criminosos digitais.
Nem um dado de seus usuários será afetado ou perdido, afirma ela.

As 12h45, o evento foi retomado depois de uma parada para o almoço.
A 2ª empresa a se apresentar, foi a Lunasoft, pertencente a Nathália Valle.
Online, Nathália discursou e explicou aos expectadores sobre esta nova fase de sua vida e carreira,
e disse que desenvolver programas e serviços que ajudem e melhorem a vida das pessoas é o que a mantém sempre firme e forte.
A Desenvolvedora de 30 anos de idade, disse que seu foco não será como antes, no A3, em programas para a comercialização aberta.
Ou seja que qualquer pessoa possa contratar.
O que ela vai buscar é ouvir a necessidade de seus clientes, e desenvolver para eles, um programa que atenda a suas necessidades.
Nesse sentido, sua lista de produtos não terá mais contagem de programas desenvolvidos, mas sim uma base do que ela pode fazer.

A Lunasoft, está passando por um processo de transformação, e isso leva um tempo para que tudo esteja ajustado.
Nathália tem além de si mesma, outras duas pessoas que trabalham no desenvolvimento de seus projetos.
Mais duas pessoas devem ser contratadas até março, para compor essa janela de desenvolvedores e técnicos, que irão trabalhar em desenvolvimentos, atualizações e outros recursos.

O programa Lorens, que foi desenvolvido por ela para ser gerenciador de recursos em clínicas e hospitais, continuará sendo comercializado pela Lunasoft.
O programa passou por uma atualização no final de 2020, ao ser lançado o Lorens 2.0.
No dia 2 de março, Nathália promete liberar a terceira versão do Software, Lorens 3.2.
A versão terá melhorias em suas áreas de segurança digital, além de melhorar o tempo de resposta, ou seja, o quão mais rápido o programa será para abrir e acessar dados nele preenchidos.

Nathália apresentou também, algumas das coisas que a Lunasoft é capaz de fazer.
Como a plataforma Vicon, que está sendo usada hoje para transmitir o evento.
O Vicon, foi desenvolvido especialmente para a Orcon Serviços Digitais, e o Grupo Guilherme Kalel Comunicação.
A plataforma é um software especial que permite atuar nas seguintes linhas, todas na área da comunicação.

Troca de mensagens entre colaboradores cadastrados no programa, quer sejam por texto, áudio ou vídeo.
Troca de mensagens por SMS, nos números cadastrados, para que os colaboradores sejam comunicados quando algo urgente ocorrer ou eles tiverem que logar no sistema para ver outras comunicações.
Chamadas por áudio ou vídeo entre os colaboradores cadastrados, para que possam fazer reuniões.
Transmissão de Streaming de vídeo, para que até 5 mil pessoas possam assistir ao vivo, o que for transmitido na plataforma.
O programa ainda deve acrescentar outras funcionalidades a partir das próximas semanas, que ainda não foram detalhadas por Valle.

Outro programa que a programadora e desenvolvedora fez questão de citar, é a plataforma de ensino Sofia, também usada na Orcon.
Assim como a Lunasoft desenvolveu e dá suporte ao Software, outros semelhantes podem ser criados e desenvolvidos para escolas, universidades ou escolas de cursos profissionalizantes.
Nathália encerrou a sua participação no evento as 14h50, quando houve nova pausa para um café, com previsão de regresso as 15h30.

As 15h, depois do regresso do café, a empresa a se apresentar novamente foi a Onor.
A empresa liberou a atualização do Onor OS Nel, e os primeiros dispositivos começaram a ser atualizado.
A marca ainda fez o lançamento do programa Onorcredi.

O programa é uma plataforma de financiamentos que permite com que interessados, adquiram produtos da marca no Brasil.
Para ingressar, é preciso ter uma série de requisitos entre eles comprovar renda fixa, de no mínimo R$ 1100,00 hoje o valor de um Salário Mínimo no Brasil.
Uma análise nas finanças do interessado é realizada, e então se aprovado ele pode fazer compras e paga-las via boleto, em até 36 parcelas.
Os boletos vão a casa da pessoa por Correios, ou podem ser enviados mês a mês por e-mail.

Na sequência, a Orcon se apresentou no Ontech, para encerrar as apresentações do dia.
Inicialmente, Mariana Corsi, responsável pela organização e coordenação da marca, apresentou o serviço Ormail.
Que reúne contas de e-mails gratuitas com domínio a3.net.br, e contas pagas com domínio orcon.com.br.
Foi apresentado também, o serviço de plano de armazenamento de dados para empresas, e os serviços de hospedagens de sites e blogs, disponíveis na página da Orcon.

As apresentações foram encerradas as 16h59, dando por encerrado o Ontech.
Um novo evento deverá ser realizado em abril, informou a Onor, sem dar ainda maiores detalhes de como vai ser e de quando.

Colaborou Larissa Miccelann.