Ação popular de francanos tenta barrar aquisição de tratamento precoce ineficaz contra o Coronavírus

Por Tayla Vieira, Do Informe Franca

10/02/2021 | 11h18

A cidade de Franca começará a fazer distribuição de medicamentos sem eficácia comprovada, no tratamento da Covid-19.
O Prefeito Alexandre Ferreira anunciou há algumas semanas, a compra de Cloroquina e Ivermectina, para ser distribuídas em postos de saúde de graça para quem quiser.
O Prefeito se esqueceu, que esses medicamentos não tem eficácia comprovada para tratar ou prevenir, casos de Coronavírus.
Não além de ideologias políticas que os vendem como salvadores sem ser.

Na semana passada, a fabricante da Ivermectina por exemplo veio a público dizer com todas as letras,
“O remédio não é eficaz para combate a Covid-19.”
Diante a esses fatos preocupantes, um grupo de advogados e cidadãos, entraram com uma ação judicial contra Ferreira e a Prefeitura Municipal.
Eles pedem na ação que,
A Prefeitura não compre os medicamentos, e em caso de já ter comprado que o valor gasto seja ressarcido aos cofres públicos.
A medicação se adquirida, não seja distribuída pois sem eficácia poderia por em risco a vida dos cidadãos.
A Prefeitura ou o Prefeito não façam propaganda de Cloroquina ou Ivermectina, para induzir as pessoas a acreditar numa falsa verdade.

A Justiça já recebeu o processo e deu um prazo para a Prefeitura se explicar,
o Juiz quer saber se o material foi comprado, e onde estão as evidências científicas que embasam a sua compra.