Ruptura no Democratas faz PSDB sondar figuras estratégicas da legenda

Por Carolina Winter, Do Informe Franca

04/02/2021 | 18h05

Passada a eleição para a nova Mesa Diretora da Câmara Federal, e o Democratas tendo traído Rodrigo Maia ex-presidente da Casa, não dando apoio claro a seu candidato que foi derrotado,
o clima é de tensão dentro da Legenda a cada dia.
Maia já disse que vai deixar o partido, e se filiar a uma nova sigla,
enquanto isso o Prefeito do Rio, Eduardo Pais, também vem falando em mudanças.
Nesse cenário o PSDB, que é historicamente aliado do Democratas também pode romper esse vínculo.

O partido tem sondado o vice-governador de SP, Rodrigo Garcia que é filiado ao DEM, para saber se ele não gostaria de trocar sua casa política,
no partido há 21 anos, Garcia evita falar publicamente no assunto e diz que não fará nem uma tomada de decisão com o clima de tensão dentro do partido.
Mas nesta quinta, 4, ele se encontrou com o governador João Doria, do PSDB, e também com Geraldo Alckmin, Presidente da Legenda, para um almoço em São Paulo.
O encontro foi reservado e a pauta segundo interlocutores, seria um interesse de Garcia de migrar para o PSDB.
Se isso acontecesse, ele assumiria o estado quando Doria deixasse o cargo em 2022, para disputar a presidência.
Por sua vez o partido teria que acalmar seus próprios ânimos internos.
Garcia tem a pretensão de ser governador e esperava o apoio de Doria e do PSDB para isso.
Mas um grupo dentro da Legenda vem trabalhando pela volta de Alckmin no cenário político o viabilizando como candidato ao governo paulista em 2022.