Governo prorrogará Auxilio Emergencial em 4 parcelas de R$ 300,00

Por Carolina Winter

Informe Franca – Brasília 29/08/2020 | 13h40

O governo federal vai prorrogar o Auxilio Emergencial, pago a trabalhadores informais durante a pandemia da Covid-19.
As parcelas que foram criadas em abril, deveriam seguir até junho, e foram prolongadas por um decreto, até agosto.
Essas parcelas eram no valor de R$ 600,00.
Na nova prorrogação, que será anunciada oficialmente na semana que vem, o governo deve prorrogar por mais 4 meses o benefício.
Chegando até dezembro de 2020,
porém o valor vai ser menor, chegando a R$ 300,00.

O dinheiro é o valor exato que o Presidente Jair Bolsonaro quer, dentro do programa Renda Brasil.
Criado para ser a nova marca social do governo, e substituir o Bolsa Família.
Bolsonaro deve se reunir na semana que vem com líderes do Congresso alinhados a seu governo, para apresentar detalhes sobre o novo programa de distribuição de renda.
Mas a proposta final, ainda não está formatada.
O Renda Brasil, está ainda sendo preparado pela equipe econômica.
Deveria ter sido apresentado em 25 de agosto, mas Bolsonaro deu um ultimato a equipe,
e disse que não queria um programa que fosse tirar benefícios já pagos a classes mais pobres.
Esgotando possibilidades de arrecadações extras, o Presidente obriga sua equipe a remodelar o programa.
Para só então apresenta-lo.

A estimativa é que, o Renda Brasil seja pago para 21 milhões de brasileiros,
hoje o Bolsa Família atinge a 14 milhões.
O Orçamento do programa deverá ser de R$ 52 Bilhões por ano, se mantido o valor de R$ 300,00 por pagamento.
No entanto, o Orçamento do Bolsa Família é de R$ 29 Bilhões.
Na troca falta, recursos para que possa custear o novo programa federal.
Daí a necessidade, de se criar mecanismos de arrecadações e receitas.
Se o governo não consegue manter um mecanismo seguro, o programa pode derrapar e endividar o Brasil.