Correios entram em greve em todos os estados do Brasil

Por Mariana Monary

Informe Franca – 18/08/2020 | 7h

Funcionários dos Correios em todo país, entraram em greve desde as 22h desta noite de segunda-feira, 17 de agosto.
A greve, atinge 100 mil pessoas que trabalham na Estatal, e que estavam insatisfeitas com uma série de medidas adotadas pela empresa.
Os funcionários são contra a privatização dos Correios, e pedem que essa ideia seja retirada de Pauta, um dos itens para voltar ao trabalho.
Reclamam ainda de um corte de 30% no salário, referente a um acordo de risco, que foram colocados por conta da pandemia do novo Coronavírus.
Os funcionários pedem ainda, manutenção de pagamentos de pensão, no caso de morte na pandemia, para seus familiares e filhos com necessidades especiais.
Outra reivindicação, é que a empresa forneça equipamentos de trabalho adequado.
Os funcionários reclamam que, desde o início da pandemia não tem recebido máscaras, álcool em gel e nem testagens para a Covid-19, de modo suficiente.

Antes da greve, os trabalhadores tentaram por cerca de 3 semanas, uma negociação com a empresa.
O que não deu certo.
A federação de sindicatos da categoria, reitera que esta foi a única forma de se fazerem ser ouvidos.

Em nota, os Correios confirmam que os funcionários entraram em greve,
mas não reconhecem a necessidade de tal ação.
Também destacam que, não haverá prejuízo de entregas no período em que eles permanecerem parados, porque já tem um plano de contingência caso isso fosse ocorrer.

Apesar de não detalhar qual seria, fontes indicam que os Correios poderiam terceirizar as entregas.
O que o colocaria cada vez mais perto da privatização.
Para o Ministro da Economia, é certo que a empresa seja privatizada.
Só assim, os Correios poderiam se reequilibrar, já que possuem dívidas e uma série de problemas de administração.