Queiroz volta a cadeia por ordem do STJ

Por Carolina Winter

Informe Franca – 14/008/2020 | 13h

Atualizado | 19h27

O ex-assessor do hoje senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, voltou para a cadeia nesta manhã de sexta-feira, 14.
Ontem, o Superior Tribunal de Justiça, derrubou uma liminar proferida pelo Presidente da mesma Corte em julho, concedendo a Queiroz e sua mulher Márcia, prisão domiciliar.
Agora, o Relator do caso no STJ, Ministro Félix Fischer, solicitou que os dois fossem reconduzidos ao regime fechado do sistema prisional.
Para o Ministro, o caso ainda não foi analisado no mérito no Tribunal de Justiça do Rio,
portanto não poderia ter subido a Superior Corte.

Queiroz, estava em sua casa no Rio com a esposa.
Por volta de 11h10 desta manhã, ambos saíram em um carro da Justiça do estado, a informação é que iriam para a cadeia, cumprindo ordem judicial do STJ.
Um advogado esteve no condomínio em que o casal mora, minutos antes deles deixarem o local.
A Imprensa, ele se limitou a dizer que Queiroz e a mulher, estavam saindo.
Mais tarde, apurou-se que eles foram ao médico, para que o ex-assessor de Bolsonaro fizesse exames.
Em seguida, ele e a esposa, voltaram para o condomínio.
Queiroz teve prisão domiciliar concedida, em razão de ser paciente no grupo de risco para a pandemia de Covid-19.
Ele faz tratamento contra um câncer.
Mas para a Justiça, não existe risco para sua saúde, em ficar preso, o que justificou o regresso a prisão.
O ex-assessor da família Bolsonaro, é acusado de participar de um esquema de rachadinha, durante o tempo em que assessorou Flávio.
Ele recebia os salários dos assessores de gabinete de volta após serem creditados, repassando parte disso para Flávio Bolsonaro,
em troca, o então deputado estadual e hoje Senador da República, contratava os assessores.
Queiroz, teria movimentado Milhões em contas, provenientes desses recursos ilegais.
O Ministério Público ainda investiga, outras movimentações financeiras de Queiroz, de membros de sua família, e da família Bolsonaro.
Também é investigado, o envolvimento dele que é ex-policial, com uma Milícia.

Na noite desta sexta-feira, a Justiça do Rio emitiu a ordem de prisão para que ambos voltassem para a cadeia.
.O que deve ocorrer a qualquer momento