Franca segue na fase vermelha de flexibilização da quarentena

Por Lívia Tomazelli

Informe Franca – 07/08/2020 | 18h38

A cidade de Franca continua na fase vermelha, do plano São Paulo de flexibilização da quarentena.
Ao lado de Registro, no Vale do Ribeira, a cidade é a única que, permanece nessa fase em todo o estado paulista.
O que manteve Franca assim, são os altos números de internações em UTI registrados nas últimas semanas.
Agora, Franca ficará por pelo menos 2 meses, na fase vermelha,
já que esta que se iniciará amanhã, 8, deve seguir até 23 de agosto.

Na fase vermelha, somente locais considerados essenciais como supermercados e farmácias, podem abrir as suas portas.
É proibido o funcionamento de lojas, shoppings, igrejas e escolas.
Academias também estão proibidas de funcionar, assim como salões de beleza e barbearias.

Contudo, Franca está na fase vermelha apenas no papel.
Na realidade a cidade vive uma situação bem diferente.
Com uma explosão nos casos e uma série de mortes, que atingiram 43 pessoas, uma amais nesta sexta, com uma vítima de 88 anos,
Franca não respeita os decretos estaduais.

Além de supermercados e farmácias, o comércio segue aberto normal,
entregando ou recebendo seus fregueses nas portas.
Também o mesmo acontece em salões de beleza, que abrem suas portas e recebem uma pessoa por vez.
Outra área que segue aberta, é a de templos religiosos e igrejas.
E o Prefeito Gilson de Souza, de olho nos votos da reeleição, faz vistas grossas.
Com isso, Franca já tem 1775 casos confirmados de Covid-19, e 43 mortes.
E o número segue aumentando.