Polícia investiga padrasto que estuprou e engravidou enteada

Informe Franca – 05/08/2020 | 7h

A Polícia de Franca por meio da Delegacia de Defesa da Mulher, investiga o caso de um homem de 40 anos de idade, morador do Jardim Luiza, na zona norte.
Ele é acusado de abusar sexualmente de sua enteada, de 22 anos de idade.
A moça contou a polícia, que era abusada desde os 4 anos de idade.
Aos 9, a mãe morreu e ela continuou morando com o padrasto e com irmãos, porque a mesma não tinha contato com seu pai ou outra pessoa que cuidasse dela.

Há cerca de 6 anos, ela ficou grávida de um dos abusos e deu a luz a uma criança,
segundo ela, o menino sabe que o pai é o padrasto da mãe e que é fruto de um abuso sexual.
A mulher disse que decidiu dar um basta na situação e denunciar o padrasto agora, porque acredita que a irmã, de 17 anos, se tornou a mais nova vítima do homem.

A polícia ainda não ouviu o suspeito e nem determinou qualquer medida cautelar de proteção, até a publicação desta reportagem, para resguardar as vítimas.
Os nomes dos envolvidos no caso também não foram revelados.