Enfrentamento a pandemia – Na contramão de Gilson, Prefeitos da região decretam medidas de aumento no isolamento social

Por Guilherme Kalel

Informe Franca – 03/08/2020 | 7h

Preso na ilusão de que Franca está superando a Covid-19, enquanto os números só crescem na cidade e as mortes também,
o Prefeito Gilson de Souza tem perdido talvez a maior oportunidade de sua carreira política.
E não lidera a cidade da forma como era esperado que um político de verdade fizesse.
Os anos de experiência que teve como deputado estadual, antes de ser Prefeito de Franca e realizar um velho sonho, não serviram para dar a ele, o necessário a se ter um
espírito de liderança.
Assim como outras autoridades do Brasil, Gilson prefere a negativa plausível de que tudo está bem.
E enquanto isso, Franca tem 1405 pessoas infectadas pela Covid-19, até a publicação deste artigo,
36 pessoas mortas,
20 internadas em UTIs adulto do SUS,
e diversas outras pessoas que esperam uma vaga, muitas sendo transferidas para hospitais da região.
Tem ainda, 676 pessoas que aguardam, algumas mais de 10 dias, um diagnóstico de confirmação ou descarte da Covid-19, pela demora em se realizar os testes necessários da
doença.

Com números muito menores, Prefeitos de cidades da região tem feito o que Gilson não faz.
E começaram a liderar seus Municípios durante essa pandemia e seu enfrentamento.
Em cidades como Rifaina, São Joaquim da Barra, entre outras, os líderes municipais decretaram estado de Lockdown.
A medida não vale para todos os dias, mas para um ou os dois, dias do final de semana.
Quando acontecem as maiores aglomerações de pessoas, se reunindo em festas e bares.

As medidas, também deveriam ser adotadas em Franca assim como em outras cidades.
O próprio Secretário de Saúde, Conrado Neto, disse que isso era estudado na semana passada.
Desautorizado por Gilson de Souza, Neto teve a versão jogada por terra no dia seguinte a sua declaração.
Para Gilson, não há mínima possibilidade de que Franca realize um Lockdown.
Por que?
Porque Franca está vencendo a Covid-19, e todos devem permanecer unidos e com fé, que a cidade vai superar mais esse desafio.
Palavras do Prefeito Municipal.

Gilson só esqueceu, que o vírus não respeita as crenças religiosas das pessoas,
não faz distinção de quem irá acometer,
e por isso, Franca não está vencendo mas sim, cada dia mais perdendo, a batalha e o desafio de se superar.