Senado aprova suspensão de parcelas do Consignado

Por Lara Weterman

Informe Franca – Brasília 19/06/2020 | 8h21

O Senado Federal aprovou em sessão virtual nesta quinta-feira, 18, um projeto de lei que trava descontos de empréstimos consignados, nos benefícios de aposentados e
pensionistas do INSS.
A medida pode ser estendida também, para trabalhadores da rede privada que possuem empréstimos descontados em folha, desde que solicitado pelo mesmo.

A medida, visa ampliar o acesso a renda dessas pessoas, durante o período de pandemia do novo Coronavírus.
A suspensão pode ser de 90 dias, ou seja, 3 meses.
E durante o período, as parcelas não podem ser consideradas atrasadas.

Elas serão acrescidas no final de cada contrato, ampliando seu prazo final para quitação.
Assim, um contrato que fosse terminar em janeiro de 2021 por exemplo, se esticaria até março do mesmo ano, sem qualquer juro para o beneficiário do projeto.

Após ser aprovado no Senado, agora o projeto de lei vai para a Câmara onde precisa ser analisado já que é de autoria de senadores.
Se aprovado lá, precisa ser sancionado pelo Presidente da República para se transformar em lei.
Não há prazo para que a Câmara analise a matéria.