Presidente do STF pede que Bolsonaro deixe de ter atitudes dúbias sobre democracia

Por Guilherme Kalel

Informe Franca – 08/06/2020 | 19h20

O Presidente do Supremo Tribunal Federal Ministro Dias Toffoli, voltou a trabalhar nesta segunda-feira, 8.
Ele ficou afastado da Corte por 15 dias por problemas de saúde.
Toffoli participou de um evento promovido por entidades ligadas a Magistratura, e fez um discurso contundente neste.
O Ministro destacou que este é um momento delicado vivenciado pelo Brasil e que todos os poderes precisam estar em harmonia.
Ressaltou ter uma relação cordial e positiva com o Presidente Jair Bolsonaro e seu Vice, Amilton Mourão.

Mas defendeu que Bolsonaro pare de ter atitudes dúbias em relação a democracia.
Para Toffoli, isso não faz bem para nem um dos poderes e pode trazer mais problemas que benefícios.
As críticas do Ministro ocorrem, em momentos onde Bolsonaro flerta com o regime Militar de 64,
e prega discursos antidemocráticos em manifestações que participou nas últimas semanas.
Toffoli ressaltou que a Constituição deve ser respeitada, e que Ministros do STF não podem ser demitidos pois a Constituição não permite.
E que se eles saírem o que iriam por no lugar.

Jair Bolsonaro tem tido uma série de atitudes polêmicas e duvidosas, desde que tomou posse.
O gesto de Toffoli hoje tenta apaziguar um pouco os ânimos que tem se acirrado nos últimos dias.