Aras diz que Bolsonaro esqueceu de combinar com ele, arquivamento do inquérito sobre interferência na PF

Por Gabrielle Straus

Informe Franca – 02/06/2020 | 12h32

O Procurador-Geral da República, deu uma entrevista a TV Globo em que falou sobre sua atuação afrente da Procuradoria e casos envolvendo o Presidente Jair Bolsonaro.
Depois de ser criticado por sua relação próxima com o Presidente, e defender pontos de vistas alinhados ao dele, Aras disse que está sendo vítima de uma fritura.
Na semana passada, Bolsonaro chegou a comentar que via com naturalidade o arquivamento de uma das investigações contra si.
Que apura se ele interferiu politicamente na Polícia Federal, acusação feita por Sérgio Moro.

Aras autorizou um inquérito para apurar a denunciação, e deu indícios de que o caso poderia ser arquivado desde o começo.
Na entrevista a Globo, o PGR disse que o Presidente se esqueceu de combinar com ele sobre o arquivamento.
Isso pode dar a esperança falsa de que uma denúncia poderia ser apresentada, o que até poderia manter Bolsonaro afastado de seu cargo atual.
Porém as chances disso acontecer são bem poucas, avaliam interlocutores.

O Procurador disse que está sendo alvo de fritura, desde que teve uma possibilidade de ter seu nome indicado ao STF pelo Presidente.
Mas destacou que não tem interesse nessa vaga agora, pois chegou ao ápice de sua carreira como Procurador-Geral.
Disse também que não pretende se recandidatar ao cargo, e que deve cumprir com os 2 anos que lhe foram concedidos pelo Presidente e aprovado pelo Senado.