Poesias e Reflexões – Tributo para quem deixa saudades enormes em nós hoje

Por Jornalista Guilherme Kalel

Informe Franca – 01/06/2020 | 7h15

Hoje quando eu acordei pela manhã, o plano era sentar-me de frente a meu material de trabalho e começar a editar mais um dia de notícias.
Eu não sabia, não tinha ideia, do que o destino havia me reservado como desagradável surpresa ao abrir meus e-mails.
O fato é que, como tenho repetido muito nos últimos dias, vivemos em tempos sombrios, vivemos uma era estranha.
Muita coisa anormal vem se transformando em normal, e uma coisa que parecia simples e inofensiva, vem tomando proporções apocalípticas.

Confesso, fui levado a acreditar quando o isolamento social começou, que isso era um dos maiores erros que os governantes poderiam adotar.
Agora que estamos nele, eu vejo que o erro pode ser, relaxa-lo.
Não que temos de ficar todos trancados em nossas casas.
Mas cada dia mais tem ficado claro para mim, que temos que nos proteger como der.
Proteger nossos filhos e as pessoas que amamos, nossos parentes, nossos amigos.
Nos últimos 2 meses, perdemos pessoas com quem convivemos por anos, outras por meses.
Mas todas elas tinham algo em comum, a Covid-19.

Hoje, 1º de junho, mais uma dessas pessoas nos deixou.
Uma dessas pessoas que fazem a vida de quem convive com ela, ser alegre porque sua alegria natural contagia.
Uma pessoa que não mede ou media esforços para ajudar quem precisasse, quando precisasse.
Uma pessoa que não se importava em fazer sacrifícios, não importa o tamanho que esses sacrifícios fossem, se ela soubesse que era em nome de um bem maior.
Existem poucas boas pessoas neste mundo.
Gente de coração puro que faz, sem esperar nada em troca.
Hoje pessoal, perdi uma dessas pessoas.
Uma amiga, grande amiga.
Que escreveu um enorme capítulo de sua historia, junto a minha historia.
E que deixará, um legado além de enormes saudades que nunca vão se cessar.

O mais estranho é que não poderemos nos despedir.
E o mais estranho ainda é que eu achei, que eu sempre teria chances de partir antes que ela partisse.
Mais uma vez, numa daquelas peças que o destino nos prega, fui enganado.

Por quase 2 meses, você de maneira incansável e como boa guerreira que sempre foi, lutou por sua vida.
Mas, o Covid-19, tão maldito quanto um câncer, tirou você de nós.
Venceu a batalha por mais que seus esforços fossem grandiosos para continuar no meio de nós.

Tenho a certeza de que hoje, a Terra está mais triste.
Mas o Céu está em festa.
Porque recebeu mais uma pessoa para tornar seu ambiente mais puro e alegre.
E hoje, você vai ter paz e um pouco mais de alegria.
Afinal, vai se reencontrar com seu grande amor.
Daí de cima só poderia pedir, que juntos, olhem por nós aqui na Terra.
E que juntos, possam nos permitir continuar no caminho da verdade, da luz, da esperança.
Sentiremos saudades, e como sentiremos.
Pode apostar.
Mas até nos reencontrarmos de novo, descanse em paz, querida Clarice.
A sua missão neste mundo está cumprida.