Apoiadores de Bolsonaro podem pedir suspeição de Mello em investigações contra o Presidente

Por Mariana Straus

Informe Franca – Brasília 01/06/2020 | 17h

Apoiadores do Presidente Jair Bolsonaro estudam, ingressar com uma série de ações no STF contra o Ministro Celso de Mello.
Ele se tornou alvo de bolsonaristas, ao relatar o caso que investiga se o Presidente cometeu crimes, ao tentar interferir na Polícia Federal trocando seu comandante geral.
Esse caso levou a saída do Ministro da Justiça do Governo Sérgio Moro.
E a apresentação de robusto material, que comprovam acusações feitas por Moro contra o Presidente.

Mello, liberou em 22 de maio um vídeo de uma reunião interministerial,
em que Bolsonaro dava indícios de que pretendia interferir na PF e em outros ministérios de seu governo.
Por conta disso, Mello e Bolsonaro e seus apoiadores, tem trocado farpas desde então.
O Ministro disse que o Brasil, está prestes a se transformar num país similar a Alemanha de Hitler, no final de semana.
A mensagem de Mello, foi disparada via Whatsapp, o que irritou apoiadores do Presidente.
Assim como Alexandre de Moraes usou falas do Ministro da Educação, de manifestação pessoal para enquadra-lo no inquérito das Fake News,
os apoiadores de Bolsonaro acham que o mesmo tratamento precisa ser dado ao Ministro do Supremo Agora.

É pouco provável que essa questão prospere dentro do STF.
Porém, essas questões levantadas em ações de suspeição sempre geram um certo desgaste dentro da Corte, ou em qualquer processo judicial.
Hoje, Mello é uma das referências técnicas dentro do STF.
Mas suas recentes manifestações contra políticas e falas de Bolsonaro, tem deixado ele na linha de frente do exército Bolsonarista, para ser massacrado.