São Paulo não reabrirá em 1º de junho mesmo com liberação do governo estadual

Por Mariana Monary

Informe Franca – 29/05/2020 | 7h

A cidade de São Paulo, não deve reabrir seu comércio e outras áreas, nos próximos dias.
Apesar do governador de SP João Doria, liberar a partir de segunda-feira, o estado em partes para a reabertura da quarentena,
o Prefeito paulista Bruno Covas, não liberou o Município.

Covas disse que, ainda precisa de mais dados antes de fazer uma liberação gradual de atividades.
O Prefeito reiterou, que a reabertura sem planejamento pode provocar, superlotação em hospitais e altas taxas de mortalidade da Covid-19.
O estado paulista já tem, a maior taxa de infecção e morte no Brasil, e é o epicentro do Coronavírus no país.
Ainda sim, depois de pouco mais de 70 dias de isolamento social, entrou em faixa de liberação do isolamento.

Não serão todas as cidades ou áreas, que serão liberadas de acordo com novo decreto do governador.
Isso deve depender da região do estado e o número de casos que essa região possuir.
Covas disse que ainda é muito cedo, para falar em reabertura em São Paulo.
E relembrou que a capital, tem quase 95% de leitos ocupados por pacientes com Covid-19.
E que os serviços funerários funcionam no limite por causa dos óbitos em disparada.