Jornalista Gilberto Dimenstein morre em SP vitimado por câncer no pâncreas

Por Luiza Rodrigues

Informe Franca – 29/05/2020 | 12h12

Morreu na manhã desta sexta-feira, 29 de maio, em sua casa em São Paulo,
o Jornalista Gilberto Dimenstein.
Ele tinha 63 anos de idade e lutava desde o ano passado contra um câncer no pâncreas.

Dimenstein, era fundador do site Catraca Livre, e tem passagens por grandes veículos de comunicação como Folha de S.Paulo e a rádio CBN.
O Jornalista recebeu homenagens nesta manhã de profissionais da imprensa no Twitter.
O governador de SP João Doria, lamentou a morte do profissional, a quem descreveu como solidário e quem deu voz a muitos atores em épocas difíceis da imprensa.
Em tempos modernos, Dimenstein soube aprofundar-se nas reportagens que escreveu,
e soube também levar para a sua vida a evolução da notícia com a era digital.

O Site Catraca Livre, lamentou a morte de seu fundador, e disse que seu legado continuará através das páginas do Portal.
Dimenstein se tratou contra o câncer por 9 meses, mas acabou perdendo a batalha para a doença.
A Jornalista do Jornal Estado de S.Paulo Vera Magalhães, relembrou sua incansável luta, em uma postagem emocionada no Twitter.
A Prefeitura de São Paulo, também publicou nota lamentando a perca do profissional.