Brasil e Mundo – Jornalista Guilherme Kalel apresenta pedido de Impeachment de Jair Bolsonaro

Informe Franca 25/05/2020 | 15h55

Foi protocolado nesta tarde de segunda-feira, 25 de maio em Brasília, pela advogada Letícia Veiga, o pedido de Impeachment contra o Presidente Jair Bolsonaro.
Mais um na fila que já conta com 32 pedidos de impedimentos do Presidente, este foi feito pelo deficiente visual e Jornalista Guilherme Kalel.

O francano e fundador e Editor do Informe Franca, levou cerca de 30 dias para elaborar o pedido, que começou a ser desenhado em 24 de abril, após a saída de Sérgio Moro do
governo.
Foi naquele 24 de abril, conta Guilherme Kalel, que ele percebeu que o Presidente havia perdido suas capacidades para governar.
Na data também, se tornaram ainda mais evidentes, uma série de crimes cometidos pelo Presidente no exercício deste mandato.
Guilherme Kalel ressaltou, que para elaborar o pedido, contou com o apoio de Jornalistas do Portal A3 e com advogadas experientes.
Deste modo, o pedido reúne qualidades jurídicas, técnicas, necessárias para que se analisado, possa ser levado adiante.

Rodrigo Maia, já tem outros 32 pedidos de impedimento para analisar.
Mas Guilherme Kalel ressaltou, que este, mais um deles, vem no sentido de pressionar o Presidente da Câmara Federal, a não se refutar do papel julgador que deve exercer.
Aprovar o pedido, sabe Kalel, não será fácil.
Bolsonaro tem comprado partidos de centro com a distribuição de cargos.
Mas, o Brasil não pode viver a mercê de um Presidente que comete crimes todos os dias, e passa impune de cada um deles.

O Jornalista relembrou que não pertence a esquerda e tão pouco é comunista,
e que defende o certo quando é correto.
Guilherme Kalel, foi favorável ao Impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, ocorrido em 2016, e trabalhou como Jornalista dando ampla cobertura do fato.
O Jornalista, reiterou que desta vez os crimes são muito mais graves do que os que derrubaram Dilma Rousseff.
Após protocolar o pedido, a Advogada Letícia Veiga e as Jornalistas Ester Marini e Gabrielle Straus, que estão em Brasília, fizeram questão de expor os crimes que foram
cometidos até aqui por Bolsonaro.
Essa lista de crimes, consta no pedido original, elaborado e digitado por Guilherme Kalel.

Jair Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade, ao sair as ruas sem proteção contrariando recomendações da OMS, em meio a pandemia do Coronavírus.
Cometeu crime de responsabilidade, quando quis interferir na Polícia Federal trocando seu Diretor Geral, para saber do andamento de investigações.
E impedir ações contra sua família e seus aliados.
Cometeu crime de abuso de poder, ao tentar atrapalhar investigações da PF.
Cometeu quebra de decoro, ao xingar governadores e prefeitos, em reunião interministerial de 22 de abril.
Cometeu crime, ao incitar a população em protestos que pediam o fechamento do Congresso e do STF, e a volta do Regime Militar.
Cometeu crime, quando incitou a população a armada, sair as ruas violando os decretos de isolamento social, interpostos em estados e municípios.
O documento ainda explica, que está sendo elaborado sob as seguintes bases
Por respeito a Democracia,
as pessoas de bem de nossa sociedade,
aos poderes e as instituições da República do Brasil
Nos termos em que pede Deferimento.

Conteúdo Publicitário:

Santander O que a gente pode fazer por você hoje.

Algartelecom Sempre juntos.

Café L’or O padrão ouro em sabor do café.